FRIGORÍFICO BOI BOM

FRIGORÍFICO BOI BOM

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Complexo Cirúrgico do Hospital Municipal é denominado de Maria Dialeda Torres

A Câmara Municipal de São Miguel aprovou o Projeto de Lei Nº 018/2015 de autoria da Vereadora Presidente Adalcina Vieira de Almeida (PP) que dispõe sobre a denominação do Complexo Cirúrgico do Hospital Municipal Áurea Maia de Figueiredo de Maria Dialeda Torres.
Em sua justificativa a autora do projeto expôs que Maria Dialeda Torres, era filha do Senhor João Granjeiro Teixeira e da Senhora Ana Trajano Torres e que foi uma cidadã exemplar que prestou relevante serviço a nossa população como auxiliar de enfermagem do Hospital Municipal Áurea Maia de Figueiredo, sendo, portanto, merecedora de tal homenagem.

Consumo de bebidas açucaradas pode causar 180 000 mortes por ano

O consumo excessivo de bebidas açucaradas estaria relacionado a 133.000 mortes por diabetes, 45.000 por doenças cardíacas e 6.450 por câncer. Foto: Divulgação

Bebidas com adição de açúcar, como refrigerantes, sucos industrializados, energéticos, isotônicos e chás gelados podem ser responsáveis pela morte de 184 000 adultos anualmente ao redor do mundo. Diante disso, os especialistas alertam para a necessidade de reduzir drasticamente e até mesmo eliminar estas bebidas da dieta. É o que diz um estudo publicado na última edição da revista científica Circulation.

As estimativas foram feitas a partir de 62 pesquisas alimentares, realizadas com 611 971 indivíduos entre 1980 e 2010, em 51 países, e associadas a dados sobre a disponibilidade nacional de açúcar. Além disso, foram consideradas também outras informações provenientes de pesquisas já publicadas sobre os danos para a saúde causados por bebidas açucaradas. Os pesquisadores então calcularam o impacto direto da ingestão de bebidas desse tipo no surgimento de doenças como diabetes, obesidade, problemas cardiovasculares e câncer.

De acordo com o estudo, a maioria das mortes – 133 000 – foi causada por diabetes. Outras 45 000 por doenças cardíacas e 6 450 por câncer. Segundo os resultados, todas as doenças estão relacionadas ao alto consumo de bebidas adoçadas com açúcar.

“Entre os 20 países com a maior estimativa de mortes, pelo menos oito estavam na América Latina e no Caribe, refletindo as altas ingestões nessas regiões”, explicou Gitanjali Singh, principal autor do estudo e professor da Escola Friedman de Nutrição e Ciências Políticas da Universidade Tufts, nos Estados Unidos
De acordo com os pesquisadores, o México teve a maior taxa de mortalidade atribuível à bebidas adoçadas com açúcar: 30% das mortes entre pessoas com menos de 45 anos. Por outro lado, no Japão, onde chás sem açúcar estão entre as bebidas mais populares, as mortes por bebidas açucaradas foram desprezíveis.

Em relação à faixa etária, o percentual de doenças crônicas atribuída ao consumo de bebidas açucaradas foi maior em jovens do que em adultos. Para os pesquisadores, esse resultado traz uma grande preocupação. “Se, à medida que envelhecem, os jovens continuarem a consumir níveis elevados destas bebidas, os efeitos do alto consumo serão agravados pelo envelhecimento, levando a taxas mais altas de mortalidade e de invalidez por doenças cardíacas e diabetes”, disse Singh.

Fonte: Veja

Câmara aprova Lei que institui o serviço público municipal de transporte escolar

A Câmara Municipal de São Miguel aprovou a unanimidade, na sessão ordinária da última quinta-feira (25), o Projeto de Lei Ordinária Municipal Nº 034, de 26 de maio de 2015, de autoria do Poder Executivo Municipal que institui no âmbito do município de São Miguel o serviço público municipal de transporte escolar.

Conforme a Lei, que já foi submetida a sanção do Poder Executivo, fica instituído o serviço público municipal de transporte escolar para os alunos da Educação Básica regularmente matriculados na rede municipal de educação. No caso dos alunos da rede estadual, os mesmos poderão ser atendidos pelo serviço público municipal de transporte escolar, desde que haja convênio de cooperação financeira firmado entre o Estado e o Município, para ressarcimento dos custos diretos e indiretos do transporte.

O serviço público municipal de transporte escolar atenderá também aos estudantes universitários, que comprovem estar regularmente matriculado nas universidades pública/federais e privadas e, ainda no Instituto Federal do Rio Grande do Norte, em uma extensão de 50 km do município de São Miguel.

Também podem ser beneficiados com o serviço público municipal de transporte escolar, os desportistas, os quais poderão empreender viagem para outros municípios, dentro ou fora do Estado, desde que autorizados pelo poder executivo, Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Turismo e Secretaria de Desenvolvimento Social.

Câmara Municipal de São Miguel

Batata frita, pipoca, miojo: veja ‘bombas’ de gordura trans

Foto: Divulgação

Você sabia que um pacote de batata frita vendido em restaurantes fast food pode ter 8 g de gordura trans? Se optar depois por uma fatia de bolo industrializado, são mais 4,5 g. Três biscoitos recheados contam com 2,1 g, mas é comum não aguentar a tentação e comer logo o pacote todo. Até o aparente inofensivo cream cracker pode ter 4,1 g de gordura trans em seis unidades. 

Os números parecem baixos? Mas não são! A Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta que a sua ingestão não ultrapasse 1% do valor calórico da dieta. Com um consumo médio 2 mil calorias por dia, a quantidade não pode passar de 2 g! Assim, a junção dos produtos forma uma verdadeira “bomba” de gordura trans.

O prejuízo à saúde é tanto que o governo dos Estados Unidos anunciou neste mês que o uso de gordura trans não é seguro e que os produtos devem ser retirados do mercado do país em um prazo de três anos. “Muitas marcas de alimentos já optaram por retirar de suas composições a gordura trans, exatamente pelo claro malefício que ocasiona à saúde”, disse a endocrinologista Flávia Junqueira, da Clínica Goa Health Club.
Mas, afinal, você sabe o que é gordura trans? Trata-se de um ácido graxo transverso obtido a partir de um processo químico, que pode ser natural (quando ocorre no estômago de animais) ou industrial (quando óleos vegetais líquidos são transformados em gorduras sólidas por meio da adição de hidrogênio), como informou a endocrinologista Flávia. Na indústria, é utilizada para melhorar a consistência do alimento e aumentar sua durabilidade.

O consumo regular não traz benefícios e ainda prejudica a saúde. “Pode aumentar o colesterol ruim e diminuir o bom, elevando as chances de se obter uma placa de gordura em veias ou artérias, tendo como consequência um infarto ou derrame. Também desencadeia processos inflamatórios no corpo, sendo que a maioria das doenças tem origem inflamatória, como obesidade, diabetes, câncer , artrite”, alertou a médica nutróloga Silvia Santamaria Correa da Fonseca.

“Há ainda redução da produção de gorduras benéficas como as insaturadas, que são responsáveis pela boa saúde do coração, do sistema nervoso e pela produção de alguns hormônios”, acrescentou a nutricionista Maiara Fidalgo, da Fluyr Saudável — Clínica de Combate à Dor e ao Estresse.

A endocrinologista Flávia deixou claro que não é possível mensurar o impacto metabólico de determinada porção de gordura trans, já que o gasto calórico e a predisposição genética para patologias são individuais. “O ideal é evitar ao máximo o consumo excessivo, pois nosso corpo não foi preparado para ingerir a gordura trans. Existe uma incapacidade do organismo em eliminá-la e ela fica armazenada, causando grandes malefícios”, comentou Maiara. “O ideal é substituir os alimentos industrializados por preparações caseiras”, acrescentou a nutróloga Silvia.

E a nutricionista Maiara faz um alerta sobre os rótulos dos alimentos. “Uma quantidade menor ou igual a 0,2 g de gordura trans em uma porção é considerada uma quantidade não significativa pela legislação e pode ser declarada no rótulo como ‘zero’, ‘0 g’ ou ‘não contém’ pelo fabricante. Isso significa que a quantidade é pequena o suficiente para não ser declarada na porção, mas existe no produto, principalmente se considerarmos o pacote inteiro”, revelou. “Evite alimentos que tenham gordura hidrogenada em sua lista de ingredientes, isso é sinal de gordura trans”, completou.

Confira abaixo as quantidades de gordura trans presentes em 10 itens industrializados disponíveis nos mercados, reveladas pela endocrinologista Flávia:

1 – Batata frita – 8g de gordura trans em 1 pacote médio de fast food
Troque por batata assada em casa.

2 – Bolo industrializado – 4,5 g de gordura trans em 1 fatia
A dica é substituir por bolo caseiro. A nutricionista Maiara indica o preparo com farinha integral, aveia e grão. Outra opção é fazer com farinha integral e açúcar mascavo ou de coco, como sugeriu a nutróloga Silvia.

3 – Biscoito cream cracker – 4,1 g de gordura trans em 6 unidades
A endocrinologista Flávia recomenda substituir por cookies integrais enriquecidos com castanha.
4 – Lasanha congelada 4 queijos – 3,4 g de gordura trans em porção de 320 g
Prefira alimentos frescos e caseiros.
 
5 – Margarina – 3 g de gordura trans em porção de 10 g
Substitua-a por manteiga ghee (manteiga clarificada, usada na culinária indiana, feita com leite de vaca ou de búfala), como sugeriu a endocrinologista Flávia. A nutróloga Silvia indica fazer cremes vegetais com gordura das sementes e oleaginosas.

6 –  Batata chips – 3 g de gordura trans em 1 pacote pequeno (42,5 g)
Troque a batata chips por chips de soja ou por legumes fatiados e assados em casa.
7 – Pipoca micro-ondas – 2,5 g de gordura trans em porção de 100 g
Faça a pipoca na panela, com milho e óleos vegetais.

8 – Biscoito recheado – 2,1 g de gordura trans em 3 biscoitos
Substitua por biscoitos feitos com cereais integrais, como ensinou a endocrinologista Flávia.
9 – Salgadinhos de pacote – 2 g de gordura trans em porção de 30 g
Troque por legumes fatiados e assados em casa.

10 – Macarrão instantâneo – 1,6 g de gordura trans em 1 pacote
Substituir o produto por macarrão à base de milho sem glúten.

Fonte: Terra

NOVO DIRETOR DE ESPORTES É NOMEADO PELO PREFEITO DARIO VIEIRA



O Prefeito Dario Vieira de Almeida nomeou nesta quarta-feira (01) o Senhor João Ribeiro Neto, como novo Diretor Municipal de Esportes de São Miguel. 

A Diretoria Municipal de Esporte tem na estrutura do Poder Executivo Municipal, a função de promover o desenvolvimento do desportivo com a participação da comunidade; articular políticas de apoio e patrocínio às atividades de Esportivas como forma de integração econômica e social; valorizar e incentivar a preservação do patrimônio histórico-desportivo; manter e preservar, com o apoio da SEDUC, os espaços públicos destinados às atividades de esporte e lazer; elaborar e divulgar, com a participação dos segmentos sociais organizados, calendário municipal de esporte e lazer e desempenhar outras atribuições definidas, através do Conselho Municipal de Esportes e do Plano Municipal de Esportes.

Governador assina retomada de obras do Sistema Adutor do Alto Oeste




O governador Robinson Faria viajou na tarde do último dia (30) para Pau dos Ferros com a finalidade de participar de uma reunião para discutir a crise hídrica com prefeitos daquela região. Na ocasião, ele assinou a ordem de serviço da retomada das obras do Sistema Adutor do Alto Oeste, paradas desde 2013. Após a finalização das obras, dez municípios terão seu abastecimento de água regularizado, dos quais três estão em colapso.

"Estou aqui com minha equipe técnica da Semarh, Caern e Igarn para discutirmos os problemas da região no que diz respeito à crise hídrica. A seca já castiga nosso estado há muitos anos. Mas não podemos mais pensar em modelos paliativos, porque as pessoas estão cansadas. Precisamos planejar para os próximos anos", disse o governador, apresentando uma medida prática do seu Governo: "A retomada do sistema adutor do Alto Oeste é um exemplo prático disso; uma obra que estava parada há mais de dois anos", disse ele para um auditório lotado da VI Unidade Regional de Saúde.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, são 11 cidades em colapso. Dessas, dez estão no Alto Oeste. "Por isso, essa região necessita tanto de nossa atenção", disse França, que repassou para os participantes algumas medidas do Governo do Estado: "Até hoje nessa gestão já foram perfurados mais de 150 poços. O abastecimento com carros pipa foi estendido também para as zonas rurais. Estamos ousando, como sempre diz o governador, instalando em João Câmara um projeto piloto de um dessalinizador, movido a energia solar, dentro do Programa Água Doce", informou França, acrescentando que esse Programa emancipa a comunidade porque elas passam a gerir a água dessalinizada.

Outros prefeitos e secretários participaram da reunião, de cidades como José da Penha; Alexandria;  Lucrécia; Doutor Severiano;  Luís Gomes;  Riacho da Cruz;  Severiano Melo, Pilões e Serrinha dos Pintos,  dentre outras cidades


ASSECOM/RN

Dr. Cleiton Jácome nome forte em Venha Ver/RN

Dr. Cleiton, deputada federal Zenaide Maia, prefeito Expedito Salviano (Venha Ver), prefeito Dr. Jaime Calado (São Gonçalo do Amarante) e o vice-prefeito Elano Salviano (Venha Ver)
O prefeito de Venha Ver, Expedito Salviano já tem candidato para sucessão nas eleições de 2016. Participando de uma entrevista com referência aos 23 Anos de Emancipação Política do Município, onde estavam presentes vereadores,, secretários.
 
Durante a entrevista, o radialista Lindomar Bessa fez uma pergunta que ultimamente está sendo o foco, o assunto da cidade, a pergunta é... Quem será o sucessor, a pessoa indicada, o candidato do prefeito Expedito? Expedito deixou claro que seu candidato será Dr. Cleiton Jácome.
 
Durante toda semana de festividades comemorando Emancipação Política, esteve ao lado do deputado estadual Dr. Galeno Torquato e da deputada federal Dr. Zenaide Maia. Em breve será divulgado o nome do candidato a vice-prefeito.

*Venha Ver Notícias

Com manobra de Cunha, Câmara aprova redução da maioridade penal

Vinte quatro horas após a derrota no plenário da Câmara dos Deputados da emenda que reduz a maioridade penal, uma manobra regimental do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apoiada por grupo de líderes partidários, garantiu a aprovação da punição de jovens maiores de 16 anos. Por 323 votos contra 155 e duas abstenções, o plenário da Câmara aprovou na madrugada desta quinta-feira proposta de emenda constitucional (PEC) que permite a responsabilização criminal de jovens de 16 e 17 anos em casos de crimes hediondos, homicídio doloso (quando se assume o risco de matar) e lesão corporal seguida de morte. Para mudar a Constituição, são necessários 308 votos favoráveis. Na nova votação foram 20 votos a mais do que na noite anterior, quando a PEC recebera apenas 303 votos favoráveis. A proposta ainda precisa ser votada em segundo turno pelo plenário da Câmara e, caso aprovada, segue para o Senado.

A manobra regimental de Cunha provocou uma troca de acusações com o governo e deputados contrários à proposta. Cunha foi acusado de burlar as normas da Câmara e insistir na votação por não aceitar a derrota. Discutiu-se até um recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF).Num dos momentos mais tensos, o deputado Alessandro Molon (PT-RJ), contrário à redução da maioridade, irritou-se quando o presidente da Câmara ficou de costas para ele.

— Vossa Excelência pode decidir não ouvir, pode decidir virar de costas para mim. Pode decidir conversar com qualquer colega parlamentar que preste a esse papel. Mas o problema é que Vossa Excelência passa por cima da democracia, passa por cima da Constituição, passa por cima do regimento desta Casa até que vença posição de Vossa Excelência — afirmou Molon.Apesar das críticas dos contrários à redução, a Secretaria Geral da Mesa Diretora da Câmara respaldou a ação de Cunha, avaliando que ela é permitida pelo regimento.

Mais cedo, o Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 299 votos a 156, requerimento de retirada de pauta da PEC da maioridade penal (PEC 171/93). Antes, os deputados aprovaram a preferência para a votação de emenda dos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e Andre Moura (PSC-SE), que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos, mas exclui a possibilidade de prisão por roubo qualificado, tortura, tráfico de drogas e lesão corporal grave.

O texto é produto de uma emenda aglutinativa – produzido a partir de trechos de propostas de emenda à Constituição apensadas ao texto que foi ao plenário e foi articulado pela manhã em reunião do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com os líderes do PMDB, Leonardo Picciani (RJ) e do DEM, Mendonça Filho (PE).

— Não vamos aceitar. Iremos não só denunciar, mas, se preciso for, recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) — disse Weverton Rocha (PDT-MA), integrante desse grupo, antes da votação da emenda.

Os líderes do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), e do DEM, Mendonça Filho (PE), defenderam a votação da emenda de Rosso, afirmando que o regimento está sendo seguido. Segundo Mendonça Filho, não interessa à oposição, que é minoritária, desrespeitar o regimento, uma vez que ele é usado como proteção contra abusos da maioria.

— Não é uma inovação regimental. É algo absolutamente seguro. Posso dizer com toda a segurança que esse caminho do ponto de vista regimental é tranquilo. Podemos votar qualquer uma das PECs (propostas de emenda constitucional que tramitaram em conjunto na Câmara) que não foram analisadas e podemos aglutinar matérias como a emenda de Rogério Rosso, que exclui tráfico de drogas e roubo qualificado - disse Mendonça Filho.

Os favoráveis a proposta acreditam que poderão convencer deputados de suas bancadas que ontem votaram contra a mudar de posição. A expectativa dos líderes é ganhar o apoio de deputados em todos os partidos e, aprovar assim o novo texto. No caso do PMDB, Picciani conta com a presença de três deputados que estavam ausentes ontem e em virar o voto de um dos que se absteve.

— Ontem cinco deputados estavam ausentes. Três deles estarão hoje em Brasília e são a favor da redução — disse Picciani.

— Acho que com essa mudança no texto temos chance de aprovar. A outra emenda foi rejeitada com uma margem muito pequena. Teve muita gente que não votou porque tráfico de drogas estava incluído — acrescentou Mendonça Filho.

O líder do PMDB disse que as críticas dos que os acusam de usar a mesma tática do financiamento privado de campanhas - depois de perder em plenário, apresentam novo texto e aprovam - não procede:

— Regimentalmente existem 36 emendas apensadas á PEC da maioridade. Qualquer uma delas pode ser votada e podemos fazer uma aglutinativa. Só arquiva se nenhuma for aprovada e se enfrentarmos a votação da PEC 171, que é a redução plena e com a qual não concordo — disse Picciani.

GOVERNO É CONTRA

O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), classificou como "forçação (sic) de barra" querer votar outro texto de redução da maioridade penal no plenário, após a derrota de ontem. Para ele, o melhor é trabalhar um acordo para iniciar o debate sobre alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

— Querer votar de novo o que foi derrotado ontem é forçação de barra. Temos que trabalhar um acordo para imediatamente, iniciarmos o debate para uma reforma do ECA. Esse é o caminho que temos que ter — defendeu Guimarães, acrescentando:

— Aqui você tem que ter sensibilidade para o momento. Tem hora que você recua, tem hora que você é derrotado, tem hora que você é vitorioso. Isso é próprio do parlamento. Não tem que ter esse jogo do 0 a 0, do mata-mata.

Fonte: O Globo

PF investiga relações entre CBF e Globo




Polícia Federal que entender como funciona relação da CBF com a Globo


Polícia Federal que entender como funciona relação da CBF com a Globo
Apesar de a Globo repetir em seu noticiário regular que "as empresas de mídia" não são suspeitas no escândalo internacional de corrupção do futebol mundial, contratos envolvendo a emissora e a CBF fazem parte do "pacote" de documentos que está sendo investigados por agentes da Polícia Federal.

A reportagem do UOL apurou que contratos assinados entre a TV e a entidade em anos passados serão submetidos ao escrutínio de especialistas da PF. Trata-se, inclusive, de parte da colaboração que o país vem fazendo com as investigações do FBI, que jogaram parte da cúpula do futebol mundial na cadeia.
Cabe lembrar que até o momento não recai sobre a Globo nenhuma suspeita, mas como sua relação com a CBF, especialmente a gestão Ricardo Teixeira, foi e ainda é atávica, ela entra no foco da investigação também.

A PF jamais comenta apurações em andamento.

Procurada pela coluna, a Globo afirmou desconhecer qualquer investigação e não quis comentar. Já a CBF afirmou que "a relação de quatro décadas do futebol brasileiro com a TV Globo é um 'case' de sucesso". A entidade afirma ainda que está disponível para prestar quaisquer esclarecimentos às autoridades.

A investigação
A PF quer entender como funcionou a relação entre a gestão do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira e o Departamento de Esportes da Globo.

Na TV aberta, a Globo detém monopólio de transmissão dos principais torneios de futebol há quase 40 anos.

Em 2011, porém, a TV Record fez uma ofensiva para comprar os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, cujo contrato anterior estava prestes a expirar.

Foi a primeira vez que a Globo viu o rentável setor esportivo ameaçado por outra emissora. Na ocasião, Teixeira já era, havia anos, um suspeito de corrupção.

A pedido da Record, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) passou a investigar os contratos do futebol e concluiu que havia uma ilegalidade: o órgão determinou ao hoje finado Clube dos 13 --que sucedeu a CBF na negociação de direitos de transmissão-- que fizesse uma licitação para definir quem teria direito à transmissão de jogos do futebol brasileiro.

O Cade concluiu que o modelo usado até então só beneficiava a Globo. Diante da inédita decisão, e suspeitando que a Record poderia fazer uma oferta financeira superior à da Globo, a CBF de Teixeira e alguns times, como Corinthians e Flamengo, agiram nos bastidores e implodiram o Clube dos 13.
Agora sabe-se que quem apertou o detonador foi Andres Sanchez, como revelou a coluna de Monica Bergamo, da Folha, no último domingo.

Mas ele não agiu só. CBF, Globo e outros clubes se uniram para dar rasteira nas pretensões da emissora de Edir Macedo. Com os times mais populares fechando acordo diretamente com a Globo, o caso deixou a alçada do Cade. Em outras palavras, com a negociação ponto a ponto, eles driblaram a licitação.

Com isso, o futebol brasileiro continuou mais uma vez nas mãos exclusivas da Globo

Rombo
A Globo não ficou ilesa, porém. Sofreu grande perda de dinheiro. A negociação time a time encareceu sobremaneira o preço do futebol. A tal ponto que, estima-se, a Globo teve de gastar quase R$ 1 bilhão a mais do que gastaria antes do "imbroglio" iniciado pela Record.
Teixeira acabou com a imagem ainda mais prejudicada. Na verdade essa foi uma das últimas pás de cal em seu reinado.
 
"Traição"
O apoio de quatro décadas da CBF à Globo, porém, não impediu a emissora de noticiar os escândalos envolvendo Teixeira e a Fifa, deflagrados ainda em 2011, poucos meses após a complicada manobra que manteve o monopólio do futebol com a TV da família Marinho.

Teixeira ficou revoltado com o noticiário, que considerou uma "traição". Um ano antes havia se gabado à revista "Piauí" de ser praticamente inatacável pela Globo, e que só temeria qualquer denúncia  "no dia em que ela saísse no 'JN'".
Pois saiu, e o cartola ficou possesso. Teria ameaçado, inclusive, divulgar provas (supostas gravações) de como a Globo manipulava horários, datas de jogos de times e até da seleção brasileira --de forma a nunca prejudicar sua grade de programação..
 
Outro lado - CBF
Procurada pelo UOL, a CBF respondeu, por meio de sua Diretoria de Comunicação:

"A relação de quatro décadas do futebol brasileiro com a TV Globo, que envolve não apenas a seleção brasileira, mas também os grandes clubes do país, é um dos maiores cases de sucesso de parceria da história do futebol mundial.

 UOL

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Missa de 7º dia de Cristiano Araújo será realizada nesta quarta, em GO


A missa de sétimo dia do cantor Cristiano Araújo, de 29 anos, que morreu após um acidente de carro na BR-153, em Goiás, será celebrada nesta quarta-feira (1º), na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, no Conjunto Itatiaia, em Goiânia, a partir das 19h30. Um palco foi montado na área do estacionamento da igreja para que os familiares, amigos e fãs do sertanejo possam acompanhar a cerimônia.

Segundo o padre Marcos Rogério de Oliveira, que vai presidir a missa, a igreja foi escolhida por ser a que Cristiano costumava frequentar. Normalmente, ele ia ao local acompanhado dos filhos e da namorada, Allana Moraes, de 19, que também morreu no acidente.

“O sétimo dia da morte deles coincidiu com a Missa da Família, tradicionalmente celebrada às quartas-feiras na paróquia. Nada mais adequado, já que o Cristiano sempre vinha com os filhos e a Allana. Ele prezava muito pela ligação que tinha com todos os parentes”, afirmou Oliveira.

Além dos familiares e amigos, muitos cantores confirmaram a presença na missa. “Não vamos ficar divulgando nomes para não gerar tumulto, afinal, a cerimônia será uma homenagem ao Cristiano. Mesmo assim, queremos reforçar que todas as pessoas são bem-vindas e queremos a igreja lotada, da mesma forma que ele gostava”, destacou o pároco.

Namorada

Familiares e amigos homenagearam Allana Moraes na terça-feira (30) durante a missa de sétimo dia da jovem. A cerimônia ocorreu na Igreja de Nossa Senhora Rosa Mística, em Goiânia. O pai do cantor, João Reis de Araújo, e o irmão dele, Felipe Francisco Araújo, estiveram presentes.

Algumas pessoas usavam camisetas brancas com a foto da jovem estampada. Emocionados, o pai e amigos subiram ao altar para lembrar fatos da vida de Allana e prestar homenagens.

Acidente e enterro

Cristiano Melo Araújo nasceu no dia 24 de janeiro de 1986 na cidade de Goiás. Filho de João Araújo e Zenaide Melo, ele tinha três irmãos: Ana Cristina Melo Araújo - de quem é gêmeo -, Felipe Araújo e Nelson Faleiro. O cantor namorava a estudante Allana Moraes, de 19 anos, havia 1 ano e dois meses. Ele deixou dois filhos - João Gabriel, de 7 anos, e Bernardo, de 2, frutos de relacionamentos anteriores.

Cristiano Araújo e Allana morreram após um acidente de carro na BR-153, entre Morrinhos e Pontalina, na quarta-feira (24), quando voltavam de um show em Itumbiara, no sul do estado. No veículo também estavam o motorista do músico, Ronaldo Miranda, e o empresário Victor Leonardo – os dois se feriram, mas já receberam alta do Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG) e passam bem.

Após o acidente, Cristiano chegou a ser levado ao Hospital Municipal de Morrinhos. O médico Renato Martins Bessa, que fez o primeiro atendimento, disse que o quadro de saúde do cantor era grave. Em seguida, o cantor foi transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel até a capital, mas já chegou sem vida. Allana morreu ainda no local do acidente.

O corpo de Cristiano Araújo foi enterrado por volta das 12h de quinta-feira (25), no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Mais de 1,5 mil pessoas, entre familiares, amigos e fãs, acompanharam a cerimônia, segundo estimativas da Polícia Militar. Eles deram uma salva de palmas e cantaram vários sucessos do artista durante a despedida. Allana foi enterrada horas antes, no mesmo local, a poucos metros do jazigo do sertanejo.

Fonte: G1

Operação Vício investiga fraudes em contratos envolvendo a Casa da Moeda

O Ministério da Fazenda informou há pouco, por meio de nota, que a Polícia Federal, com o apoio da Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda, cumpre hoje (1) 23 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, em dependências da Receita Federal e da Casa da Moeda, na sede da empresa Sicpa Brasil Indústria de Tintas e Sistemas Ltda e em residências e escritórios de investigados.

"As diligências ocorrem no bojo da Operação Vícios, da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros e Desvio de Recursos Públicos do Rio de Janeiro, que há quase dois anos vem investigando fraudes em um contrato de prestação de serviços cujo faturamento nos últimos seis anos ultrapassou a cifra de R$ 6 bilhões," informou o Ministério da Fazenda.

A investigação teve origem após denúncia da presidência da Casa da Moeda sobre a suspeita de que empregados da entidade tentaram direcionar procedimento licitatório para a recontratação da empresa Sicpa.

De acordo com a nota, o contrato investigado tem por objeto o Sistema de Controle da Produção de Bebidas, denominado Sicobe, que prevê a instalação, nas linhas de produção de bebidas frias (cervejas, refrigerantes, sucos, águas minerais e outras), de equipamentos contadores de produção, bem como de sistema para o controle, registro, gravação e transmissão dos quantitativos medidos à Receita Federal, para fins de tributação.

Existem ainda evidências de que o novo processo licitatório para o Sicobe, realizado entre 2014 e 2015, também foi fraudado para beneficiar a mesma empresa. A contratação do sistema de controle da produção de cigarros, anterior ao Sicobe, também será investigada para averiguar se houve fraude semelhante.

Segundo o Ministério da Fazenda existem indícios de que cerca de R$ 100 milhões tenham sido pagos em propina para servidores da Receita Federal e empregados da Casa da Moeda, razão pela qual já foram instauradas sindicâncias patrimoniais, no âmbito da Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda, para avaliar seu possível enriquecimento ilícito.

Além dos mandados de busca e apreensão, a Justiça Federal decretou também o sequestro de bens dos principais envolvidos na investigação, além de quebras de sigilos fiscais e bancários.

Participam da operação cerca de 70 policiais Federais e 12 servidores da Corregedoria Geral do Ministério da Fazenda – Coger/MF. A investigação conta também com o apoio da Auditoria Interna da Casa da Moeda e do Ministério.

A investigação foi batizada de Operação Vícios, não somente pelos vícios observados nos processos de contratação da empresa investigada, mas também em alusão ao poder viciante das bebidas e cigarros, ambos relacionados aos contratos sob investigação.

Agência Brasil

terça-feira, 30 de junho de 2015

OS BASTIDORES 1ª EDIÇÃO DO PROGRAMA JUSTIÇA NA PRAÇA EM SÃO MIGUEL



O Prefeito e o Secretariado do Município se reuniram nesta segunda-feira (29) com o objetivo de traçar as primeiras estratégias do Programa Justiça na Praça 1ª Edição, para o atendimento à população Micaelense.

Para tanto, o coordenador Municipal José Barbosa apresentou o funcionamento do programa para os secretários municipais e definiu a participação de cada segmento no Programa.

É a primeira vez que o município receberá o Programa Justiça na Praça, que além da população micaelense, estará atendendo os municípios de Dr. Severiano, Coronel João Pessoa e Venha-Ver.